quinta-feira, 16 de março de 2017

Para ti! (para o TEU dia...do TEU amor)



Para ti que me encandeias a noite, que apesar de só, me sinto acompanhado pelo sonho de estar aí.
Para ti que me enganas a saudade, que a destróis com sorrisos de troça.
Para ti que és luz.
Para ti, cativa que me tens cativo.
Para ti que trabalhas sem me querer, que me queres sem trabalhar.
Para ti que és tudo e não és nada.
Para ti que me descreves um futuro, o futuro.
Para ti que tanto amo.
Para ti que és chuva no deserto e sol na tempestade.
Para ti que me dás e me tiras.
Para ti que me foges com o sol.
Para ti que me saúdas sorridente.
És minha, bolas, MINHA! Doida, Linda, Capaz, Mãe, Mulher, Ternura, Presente, Futuro!!

Para ti, meu grande amor, Feliz dia!!


segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Espero por ti


São 6 da tarde e mais uma hora passou. Estou cansado de teclar e aproveito a pausa do cigarro que me acompanha para esperar mais um pouco.
Cada segundo leva tempo, tanto tempo. É que os dias são semanas e as horas são dias lentos.
Aguardo.
Espero.
E entre cada mensagem sinto a pele suar. Tenho os dedos adormecidos enquanto aquele cigarro que me fez companhia terminou no cinzeiro.
Fazes-me falta, linda. Um aroma de cabelo lavado invade-me a memória. O teu.
Ainda sinto entre os dedos a carícia de te afagar a franja, ou dos momentos em que agarro a tua mão para atravessar.
Esta noite dormi a correr. Sonhei com chegadas e o calor desta terra lavou-me o pijama em lágrimas, da tua falta.
Chegarás.
Preparo o coração para aquele embate estapafúrdio do teu primeiro olhar. Vou esperar.
Não sei como, mas vou.
Então, depois, vou sentir o odor das rosas negras que trazes contigo.



segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Tu


Possam ser tuas as mãos de um sonhador. E que nelas caibam as que contigo trouxeres.
Lembras-me um desejo intenso e um doce de mel, uma manhã de sol e a brisa fresca da paixão.
Quero perder-me em ti e contigo. Rezar aos impossíveis, fazer amores nos mundos visíveis.
Foste surpresa ao fim da tarde e ternura da alvorada. Quero-te!
As linhas que te descrevem deixam o mundo a teus pés. Linda de chama ardente.
Empresta-me o teu dia.
Dás-me o brilho do sol, oh estrela de uma vida. Tornas-me rei de uma existência. 
Contigo sinto que as pedras levitam quando caminho.
Fazes-me acreditar que sonhar é brilhante e que a música ouve-se por nós.
Tocar-te é tremer. Beijar-te é o sustento da alma.
Prefiro-te á própria luz que nos apresentou.
És linda! Oh meu Deus, mas linda...e sabe-lo de sorriso atrevido.
Quer-me assim, princesa das minhas nuvens. 
E beija-me com o querer-me que trazes nos olhos.



quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Se morrer ao teu lado...



Quero!
- mas já o sabes...

Uma lápide em tons de azul
Para que as crianças
que me venham a encontrar,
possam pintar
a seu bel' prazer.

Quero!
Que me recordes belo,
belo e bom.
Bom e lindo
e charmoso.

Quero!
Que queiras bem a todos
mas sempre um pouco menos
um centímetro menos
um fio de erva menos
uma gota de chuva menos
um instante menos
do que me queres a mim.

- baseado em "Se ti muoio addosso" de Guido Catalano



segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Folha de Árvore



Olá Mundo, que te parecem as cores?
O dia está fraco, quase velhaco!
Morres poluído ou já morres de amores?
Sinto-te meio perdido, sinto-te as dores,
sinto-te triste, sinto-te opaco!

São estreitas as tuas dúvidas,
lentas as tuas cadências.
Desaires de amor ou parcas dívidas?
Tens as faces tão lívidas!
Talvez perdidas as tuas decências...

Encontra-me a estrada,
um caminho ou mesmo passagem.
Estou na terra do nada,
da existência mal amada,
onde me agarro (só) á tua mensagem.

Sabes, existe uma folha de árvore.
Aquela que me dá de beber,
numa bacia de mármore,
Tão bela esta folha de árvore,
que um dia me quis conhecer.

Muda de rumo ó Mundo deitado,
acaba com os ventos e tremores!
Dá-me o sol dos montes amados
e atira-me de olhos vendados
pr'á terra dos grandes amores.



terça-feira, 13 de outubro de 2015

G'night


Close your eyes now and have them shut for a while. Dream a dream of solid gold. Make friends with the scent of your pillows and lie (un)awake to the sound of your soul.
Let all the fears come by. Let them surround you deeply and do overcome their sounds. Be your only soldier, the strengths you desire. Get acquainted with who you are.
Put down your acting weapons, those walls of words. 
Smell the odour of that courage.
Seek the truth, the mirror, the air that's always been; the taste of your own tongue.
You need nothing else, but the colour of light.
Know yourself and the beauty within.
Let it take you where you need to go.

Sleep well,

and then be reborn.




...to the sound of


quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Shhh...


Without requiring anyone's understanding
or even one's consideration,
I eager to show the world
why I shall wait only for her,
whoever she might be,
whenever it might be.